segunda-feira, 22 de março de 2010

A importância da TV pública

.

"Comecei assistindo o Fantástico que começou com uma longa matéria de violência, sendo sucedida por outra e por outra, numa abordagem sequenciada. Confesso que nunca vi uma exposição tão intensa. Ainda agora tem uma outra matéria policial. Alguma relação com a reunião do Instituto Milenium? Mudei de canal e fui assistir as pegadinhas do Silvio Santos, mas aí ele iniciou um quadro com strip masculino. Mudei da canal de novo quando cheguei na TV Escola, passando uma programa sobre Rabindranath Tagore e Herman Hesse, de livros fascinantes que embalaram a minha juventude…Acho que a nossa grande mídia, representada na reunião do Instituto Milenium perdeu o rumo de vez". Comentário no Blog do Luis Nassif

Nota do Chicão:

Outro dia estava assistindo um documentário sobre a Via Lactea (no centro da nossa galáxia existem 30 milhões de estrelas). Não era um canal público, mas depois, nos créditos, vi que usaram um "caminhão" de informações de canais públicos.

Ou seja, é fundamental a existência de canais públicos para produzir informações sadias e realmente úteis.

A lógica do mercado é completamente limitada por interesses financeiros e comerciais.

A lógica do mercado não é a lógica do respeito ao próximo, da honestidade, da transparência, da verdade. É a lógica do egoísmo, da manipulação e da mentira.

Leia também:

O mal que a propaganda faz
http://chicaodoispassos.blogspot.com/2010/03/o-mal-que-propaganda-faz.html



.

2 comentários:

JBmartins disse...

Ate que em fim um pequeno texto, sob o que temos que assistir na TV, esta dificil, eu e minha mulher as vezes conversamos e chegamos a conclusão que TV não vale nada, é uma desinformação total, rodasmos todos os canais programas horriveis, chegamos a dizer que parece que se reunem em um buteco, e todos passam no mesmo horario para ser opção.

Cris disse...

E desde quando alguém está pregando o fim das TVs públicas? Não distorça as coisas! São VOCÊS que querem acabar com os canais privados. Vocês querem que a TV brasileira tenha um único canal, ou vários canais todos ESTATAIS, transmitindo apenas a versão QUE O GOVERNO QUISER. E isso não seria manipulação, não é? Francamente... ¬¬