terça-feira, 18 de maio de 2010

Miss Estados Unidos é imigrante árabe. Conservadores detestaram.






A mocinha acima ganhou o título de miss EUA.

Ela é bonitinha e gostosinha. Merece o prêmio.

A polêmica é que ela é descendente de árabes muçulmanos.

A direita está dando xilique.

Parentes da moça podem ser membros de um grupo guerrilheiro libanês: "Fontes de inteligência confirmam que pelo menos três parentes de Fakih são atualmente dirigentes do Hisbolá, e que pelo menos oito membros de sua família foram terroristas do Hisbolá mortos por Israel nas últimas guerras entre Israel e Líbano", assinalou Schlussel em seu site". UOL

Como sempre os direitistas dando xilique!

O concurso foi de beleza ou de atividades políticas de primos e outros parentes?

As pessoas tem o direito de terem a religião que quiserem.

Além do que, com esta moça andando de ombro de fora, em um belo vestido, muitas adolescentes descendetes de árabes vão pensar: porque não posso ficar tão linda como a Rima Fakih?

Certamente será um incentivo para que elas se integrem na sociedade ocidental e assim valorizem os valores democráticos e de respeito aos direitos humanos.

É assim que deve ser.



.

Um comentário:

Mauro Schorr Orua Anima disse...

Nada mal

É, dá pro gasto

Não parece americana

Falta os peitões gigantes cheios de resina sintética dentro

A bundona imensa, de plástico, etcs

Os caras tão mudando o gosto de suas carnes nobres

Pelo menos isso

Se ela fosse judia, acho que tambêm ia dar o que falar, e mexicana, ou caribenha

Eles tem os seus padrões patronais ou patronautas, mas desta vez não rolou

Que ela seja feliz e traga humanidade ao seu povo e origem

Orua
www.institutoanima.org